Páginas

sábado, 7 de maio de 2011

Orgulho ferido




Por um minuto me desesperei, chorei, senti o chão se abrir em meus pés, por apenas alguns minutos me senti a pior pessoa do mundo, em três minutos ate cogitei a ideia de mudar, fugir, ate me tornar algo que não sou.


Mas afinal pra que tudo isso? Para que tanto desespero em minutos? Hormônios femininos? Loucura? Ataque dos nervos? Por você? Ou será que foi simplesmente amor? Não, não foi nada disso, foi apenas orgulho ferido.



Dedico esse pequeno texto a Maria Clara,(http://garotaclara.blogspot.com/) uma das blogueira e amiga mais doce que conheço e que aguenta todas minhas reclamações sobre meu orgulho ferido.

8 comentários:

Maria Clara Rocha disse...

Tenho muito crises "de orgulho ferido" Bia, voc~e escreveu exatamente como são...
Valeu a dedicatória ai ^^
Beeijos!

Fábio Mariz disse...

Oie adorei blog e já estou seguindo, visite o nosso e seja uma seguidora!

#BEIJOS

(http://www.marizmoda.blogspot.com)
Siga-nos pelo twitter:
@FabiomarizReal & @MarizModa

May Pacheco disse...

ai ai me sinto bm assim na tpm, sério mesmo, no chão. sinto até pena do meu namorado pq ele eh tão querido comigo mas na tpm nem ele escapa.

bjss

DANIELLE ARRUDA disse...

Tenho paixão por decadas passadas! Amei as fotos que vc posta aquiiiii! AHHH me segue por esse blog tb? hahahahahahhaa Sabe como é né...
Beijos linnnnnda! Amei seus blogs!!!

Maíra K. disse...

A solução é sermos quem somos MESMO nas horas mais difíceis, MESMO naquele momentos ruins que parecem ser eternos. Nunca devemos mudar porque os outros querem. Isso não fere a ninguém, apenas nós mesmas.

maaaaag disse...

orgulho ferido realmente é um mal...

Fábio Mariz disse...

Oie liinda tem selinho para ti lá no Mariz.Moda! Passa lá e pegue...

Beijos tenha um ótimo domingo!

(http://marizmoda.blogspot.com/2011/05/nos-no-militar.html)

Nossos twitter: @FabioMarizReal & @MarizModa

Laura K. disse...

Orgulho ferido é uma droga. Mas, igualmente ao amor, não mata. Só machuca e sara com o tempo...