Páginas

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Desejos instantâneos



Ela acordou se sentindo diferente, olhou no espelho balançou seus cabelos loiros e compridos, hoje ela tinha certeza, estava pronta, nada a influenciaria, nem um amigo, nem um familiar nem um amor a faria mudar de ideia, ela sabia o que queria, e iria prosseguir com seu sonho.
Logo depois do café da manha, ligou seu computador e pesquisou tudo o que precisava saber, planejou tudo, teve fantasias sobre seu futuro, estava confiante, dessa vez ela não iria falhar, errou tantas vezes, mas dessa vez apenas dessa vez ela sabia o que realmente queria.
Então logo foi comunicar a seus pais
- Semana que vem irei a São Paulo, quero ser atriz, vou fazer um curso, e ninguém fara eu mudar de ideia.
- Tudo bem minha filha, mas espero que dessa vez você tenha certeza.
Então ela se foi, começou as aulas, fez amigos, arranjou ate um emprego, mas simplesmente não gostou, achou melhor a vida no interior, e desistiu, como fez todas às vezes, desistiu, igualzinho aquele curso de inglês que resolveu fazer no canada e desistiu, voltou sem saber uma palavra, ou quando resolveu tocar teclado, e ate hoje não sabe o ligar direito.
Então ela voltou para sua casa, como sempre fazia, não quis ouvir perguntas e nem dar satisfações, apenas se sentou no velho sofá, e começou a procurar algo interessante para assistir, viu um filme sobre uma bióloga e pensou, acho que no meio do ano irei fazer faculdade de biologia, dessa vez tenho certeza do que quero.

6 comentários:

Rubi disse...

Bia! Estou fascinada com o conteúdo desse blog (e do outro que também estou seguindo) Ambos tem uma coisa retrô que me encanta.

Aproveito pra lhe desejar um Feliz Ano Novo; até breve!

Andreza Fialho disse...

Ah...e essa se parece comigo =/

Laura K. disse...

Antes esse tanto de experiência do que estacionar em algo que detesta pelo medo de fracassar.

Mia Sodré disse...

Só vim dizer que tem selinho e meme pra você fazer lá no meu blog, ok (isso é, se quiser)? Bjo, fofa. ^^
http://miasodre.blogspot.com/2012/02/carinho-das-leitoras.html

Jade Amorim disse...

Ah! Eu j a vi muito isso, conheço muita gente assim. Ainda bem que sei bem o que quero e não costumo desistir quando começo algo.

Adorei o post e o blog! Vou seguir!

Beijos. :)

www.jadeamorim.com.br

Maíra K. disse...

Eu consegui, de cara, escolher o que sempre quis fazer nada vida. Pelo menos, até agora, acho que é isso mesmo. Mas melhor desistir do que não se gosta, do que persistir no erro! Espero que biologia seja teu caminho e se não for, parte pra outra novamente! Porque fazer o que gosta é o que dá prazer e alegria na nossa vida! =)